Transição de um pixel de conversão para o pixel do Facebook

Tempo de leitura: 3 minutos

Antes do novo pixel do Facebook, a rede já utilizava outro tipo de pixel de conversão. Assim como sempre existiram e ainda existem outros pixels que podem ser utilizados com a mesma finalidade: rastrear o comportamento dos usuários do site e diante de anúncios.

O que muda com a nova proposta do Facebook é o desempenho do pixel de conversão da rede. Ele traz novidades como o uso de apenas um código para rastrear uma diversidade de informações e ações, assim como a extensão de eventos. A seguir vamos falar mais sobre o assunto!

Como fazer a transição de um pixel de conversão para o pixel do Facebook?

Se você já utilizava os anúncios do Facebook há algum tempo, talvez já saiba que desde fevereiro de 2017 houve uma mudança do tipo de pixel vinculado aos anúncios da rede. A partir dessa data, já não era mais possível criar anúncios com o mesmo pixel de conversão de antes.

Diante disso, para alinhar os anúncios anteriores com os novos, que necessariamente terão que utilizar o novo pixel do Facebook, algumas ações são necessárias.

1º Crie o seu pixel do Facebook

Caso ainda não tenha criado o novo pixel do Facebook, esse será o primeiro passo da transição. No Gerenciador de Negócios, você deve ir para a guia Pixel do Facebook, clicar em “criar pixel”, nomeá-lo e aceitar os termos.

Com isso, você receberá um código que deve copiar e guardar. Esse pixel será o único para a sua empresa, então o nome escolhido deve representá-la. A partir disso será o momento da implementação.

2º Implemente o código do pixel do Facebook

O novo pixel do Facebook oferece duas alternativas. Há um código base, que deve ser instalado no site em geral. Existem também os eventos específicos, para ser instalados nas páginas pertinentes do site, de acordo com a atividade que se deseja rastrear.

Após criar o pixel você pode criar os eventos, que serão como extensões do código principal para instalação em locais estratégicos. Para quem está começando, a sugestão é escolher eventos pontuais para conseguir acompanhar a transição.

3º Verificação das configurações

Após instalar o pixel no site, deve-se avaliar se ele está funcionando antes de completar a transição. Para isso, você pode conferir se o tráfego tem sido enviado de maneira consistente dentro de um período de teste, comparando-o com as informações do pixel de conversão anterior.

No entanto, você também pode utilizar a extensão Facebook Pixel Helper para verificar se o pixel foi instalado corretamente e está funcionando, ou se houve erros e corrigi-los.

4º Complete a transição do pixel de conversão para o pixel do Facebook

Após criar, instalar e verificar o funcionamento do novo pixel em seu site, não faz sentido manter os códigos de conversão antigos. Na verdade, isso nem é recomendado, pois pode gerar conflitos e problemas desse excesso.

A transição do pixel de conversão para o pixel do Facebook é feita no Gerenciador de Anúncios. Você deve localizar todos os anúncios com o código antigo. Depois acessar a opção “Editar anúncio”, em seguida “Rastreamento de pixel” e depois “Rastrear todas as conversões do meu pixel do Facebook”.

Para migrar os anúncios que estão sob otimização, você seleciona a edição do conjunto de anúncios. Em seguida “Otimizar para uma conversão” e na lista suspensa seleciona um novo pixel de conversão do Facebook.

Lembre-se sempre de salvar as modificações e apagar o pixel de conversão antigo. Os dados desses códigos permanecerão acessíveis no histórico, então, não precisa se preocupar com isso. Quer descobrir mais sobre a potencialidade do pixel do Facebook? Acesse o site e fique por dentro de tudo!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *